O poder (retrato parcial)

O poder
o gozo de espezinhar
mesquinho, comum, grosseiro
de suplantar
estar acima
A posse
A vil, insana coroa
Vã glória de mandar
A propriedade ou
o roubo da alegria vã e inconsequente
da insanidade virginal
a violação do túmulo índio
a tirania
o prazer de apertar o jugo
Não mais que o poder
nu, cru e vazio
a glória da nulidade.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s