Os Chatos

Como fazer um chato perceber que está a ser chato, e portanto, que pare de o ser? Isto nos casos de chatice momentânea, porque a chatice crónica é uma doença que só é curada pela morte, trazendo os sofrimentos mais vis àqueles que não sofrem dela. Fazer um chato perceber que está a ser chato é, aparentemente, tarefa impossível, pois o que define a chatice é precisamente a incapacidade do sujeito se aperceber que o seu interlocutor não está minimamente interessado naquilo que está a dizer. Isto em si não é pessoal ou ofensivo, pois todos dizemos coisas desinteressantes ocasionalmente, e o desinteressante agora pode ser interessante num momento mais oportuno; a insensibilidade (ou indiferença, nos casos de chatice mórbida) ao timing adequado e ao estado de humor do chateado é que fazem do chato um ser particularmente obtuso.

O chato é uma espécie do género dos parasitas, pois o chato não é nada sem aquele a quem chateia, isto é, o seu hospedeiro. Para haver chatice são necessários ambos, embora um chato possa teoricamente existir isolado, em estado de latência, sem manifestar a sua chatice. O parasitismo é pois o paralelismo entre o chato humano e o chato insectídeo que habita nos pêlos públicos: o chato cola, gruda, permanece, resiste aos esforços de desenvencilhamento. O sentido literal, porém, é o de superfície plana, como por exemplo, em “pé chato”. Também aqui a gramática nos ensina algo mais sobre a substãncia da coisa, pois o chato é um ser unidimensional, que fala ininterruptamente, que tem uma concepção da comunicação unidirecional e é incapaz de mover o plano da compreensão em perspectiva.

Para terminar, duas citações:

“Há duas espécies de chatos: os chatos propriamente ditos, e os amigos, que são os nossos chatos  prediletos” – Mário Quintana, escritor brasileiro.

“Mais vale ter piolhos do que os chatos do governo” – Vitor Rua, músico português.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s